20 de fevereiro de 2020 . 15:41

Maria Cristina Peduzzi é a primeira mulher a assumir a presidência do TST

Primeira mulher a assumir a presidência do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), a ministra Maria Cristina Peduzzi tomou posse nesta quarta-feira (19), em Brasília, à frente da administração no biênio 2020-2022. O presidente da AMATRA1, Flávio Alves, a vice-presidente, Alessandra Magalhães, e a diretora Gláucia Gomes estiveram entre as autoridades presentes ao evento. O ministro Vieira de Mello Filho assume o cargo de vice-presidente e o ministro Aloysio Corrêa da Veiga, associado da AMATRA1, é o novo corregedor-geral da Justiça do Trabalho.

Dirigentes da AMATRA1 prestigiaram posse da nova direção do TST

A solenidade contou com a presença de membros do Executivo, Legislativo e Judiciário, como o presidente e o vice-presidente da República, Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão; do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia; do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, do procurador-geral da República, Augusto Aras; do procurador-geral do Trabalho, Alberto Balazeiro; e do presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz.

Presidente e vice-presidente da AMATRA1 conversaram com o presidente do STF, ministro Dias Toffoli

Flávio Alves afirmou que “a presença das maiores autoridades da República demonstra a importância da Justiça do Trabalho no cenário nacional”. “Foi muito bom participarmos da cerimônia de posse da nova administração do TST que ora se inicia. Desejamos muita sorte aos novos dirigentes e esperamos que a nova gestão saiba dar conta de todos os desafios que se apresentam”, disse.

O presidente da AMATRA1 também destacou a presença de um associado na nova direção do TST. “Além de ser um juiz oriundo do nosso TRT-1, o ministro Aloysio é um querido e valoroso associado da AMATRA1. Nesse importante cargo de corregedor-geral, o ministro certamente demonstrará sua competência, segurança, razoabilidade e sensibilidade para nos ajudar a continuar construindo uma Justiça do Trabalho eficaz, coerente e segura na prestação jurisdicional.”

Novo corregedor-geral da Justiça do Trabalho, Aloysio Corrêa da Veiga é associado da AMATRA1 

Leia mais: MPT faz campanha contra trabalho infantil no Carnaval
Escola Judicial do TRT-1 sedia o 65º Conematra em março
Carnaval: TRT-1 suspende expediente de 21 a 26 de fevereiro

Na cerimônia, Alves, Alessandra e Gláucia se apresentaram como representantes da AMATRA1 aos ministros do STF Dias Toffoli e Roberto Barroso. Os magistrados tiveram a oportunidade de conversar sobre temas trabalhistas atualmente em discussão no STF e sobre a importância da Justiça do Trabalho e do próprio Supremo Tribunal Federal como órgãos jurisdicionados imprescindíveis à garantia do Estado Democrático de Direito.

Valorização da Justiça do Trabalho é prioridade, diz ministra Maria Cristina Peduzzi

Em seu discurso de posse, a ministra Maria Cristina Irigoyen Peduzzi mencionou o estudo do Conselho Nacional de Justiça, que classifica a Justiça trabalhista como o ramo mais célere e conciliador, e afirmou ser “preciso dar continuidade a essa performance exemplar”.

“Meu compromisso prioritário é com a valorização da Justiça do Trabalho, no desempenho das suas funções institucionais de prevenir e pacificar os conflitos sociais. Precisamos insistir nessas atribuições essenciais, tendo a lei como inspiração para uniformizar a jurisprudência e criar, como consequência, cenário onde a segurança jurídica seja a regra para empregados e empregadores. Nessa linha, buscarei priorizar o exercício da atividade fim pelo Poder Judiciário e trabalhar para que a prestação jurisdicional seja sempre célere e efetiva. Trata-se de missão que já vem sendo cumprida com maestria.”

Presidente do TST, ministra Maria Cristina Peduzzi tem a valorização da Justiça do Trabalho como prioridade < VOLTAR