08 de outubro de 2020 . 12:59

Campanha solidária arrecada R$ 142 mil para auxiliar atingidos pela pandemia

A campanha solidária de enfrentamento aos efeitos da pandemia da Covid-19 já arrecadou R$ 142,3 mil. Na sexta etapa, encerrada em 30 de setembro, a ação organizada pela AMATRA1, pela AMAERJ (Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro), pela Ajuferjes (Associação dos Juízes Federais do Rio de Janeiro e do Espírito Santo) e pelo IAB Nacional (Instituto dos Advogados Brasileiros) reuniu R$ 4,8 mil. Para auxiliar os mais atingidos pela crise do novo coronavírus, a quantia será usada na compra de produtos para instituições e ações sociais e para a rede pública de saúde.

Desde março, as associações representativas da magistratura e da advocacia têm destinado cestas básicas, produtos de higiene pessoal e coletiva, materiais hospitalares, remédios, equipamentos de proteção individual, entre outros itens, para diversas instituições e ações que atendem pessoas em situação de vulnerabilidade social no estado do Rio de Janeiro.

Leia mais: Filme ‘Como era verde meu vale’ é tema da live cultural desta sexta (9)
Empresas conveniadas oferecem benefícios aos associados da AMATRA1
Debate da AMATRA1 sobre filme ‘Culpa’ inspira artigo do desembargador Couce


A Central Única das Favelas (Cufa) foi uma das beneficiadas pela quinta fase da ação, em que foi adquirida uma tonelada de alimentos. Há 20 anos promovendo ações de cidadania em comunidades, a organização recebeu 80 cestas básicas para distribuição. 

Parte das arrecadações dessa etapa também foi destinada ao projeto do professor de Filosofia Alexandre Cabral, da UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro). Alexandre distribuiu 60 kits de higiene a cidadãos em situação de rua, em bairros da cidade do Rio. 

Nas fases anteriores, a campanha conseguiu destinar doações ao Hospital Universitário Pedro Ernesto, da rede estadual de saúde - o HUPE ganhou dois ventiladores pulmonares neonatais, além de equipamentos de proteção, como máscaras e luvas. E, também, para o Centro Especializado de Atendimento à Mulher Chiquinha Gonzaga, à Patrulha Maria da Penha da Polícia Militar, a famílias de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, ao programa de Olho no Lixo, à Acape (Associação dos Colaboradores e Amigos dos Pacientes Especiais) e outras instituições da sociedade civil.


*Foto: projeto Juca, contemplado com doações da quinta fase da campanha < VOLTAR