04 de junho de 2020 . 13:18

Semana da Conciliação do TRT-1 firma 215 acordos e totaliza quase R$ 14 milhões

A Semana Regional de Conciliação do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região fechou 215 acordos em sessões realizadas à distância por causa do novo coronavírus. De 25 a 29 de maio, a ação virtual totalizou o montante de R$ 13.628.476,59. Os dados foram divulgados pelo Núcleo Permanente de Métodos Consensuais (Nupemec).

Para o coordenador do Nupemec, desembargador Cesar Marques Carvalho, o saldo foi muito positivo. “Nós colocamos poucos processos em pauta, para avaliar como seria a dinâmica, por ser algo novo. Estabelecemos núcleos de advogados de determinadas empresas, que foram colocados em uma só sequência, e daremos continuidade ao trabalho realizado, porque entendemos que deu muito certo”, pontuou o vice-presidente do TRT-1. 

Leia mais: Flávio Alves vai abordar desafios da JT na pandemia, em live nesta quinta (4)
‘As Mulheres do Sexto Andar’ é tema de live da AMATRA1
Na Folha, Lewandowski fala sobre garantia da lei e da ordem em crises


Durante os cinco dias de evento online, foram instaladas nove salas de sessões para prestar atendimento às partes, com esclarecimento de dúvidas por telefone ou e-mail. Por enquanto, ainda não há previsão de realização da tradicional Semana Nacional de Conciliação, promovida anualmente pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

“Neste momento de isolamento social, as audiências realizadas pelo Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas da Capital (Cejusc-CAP) representam a valorização do acesso à Justiça, nas quais as partes podem solucionar consensualmente litígios existentes ou prevenir novas demandas através de transações extrajudiciais homologadas na Justiça do Trabalho ou mediante mediações pré-processuais em direito individual e coletivo, previstas na Resolução nº1/20 do CSJT-GVP”, relatou o juiz do Trabalho Múcio Nascimento Borges, coordenador do Cejusc-CAP de primeiro grau. 

Clique aqui para ver as informações sobre como conciliar durante a atuação remota do TRT-1.

*Com informações do TRT-1. < VOLTAR